Organização no mundo digital

Hoje podemos dizer que nossa vida tem uma extensão. Alguns costumam dizer que o que vivemos é o real e a internet não. Não penso dessa maneira. Certa vez ouvi de uma colega da área de comunicação: “A internet é uma extensão da nossa vida”. Concordo. Não é um outro lado, não é um outro universo, faz parte da no
ssa vida real, toma nosso tempo real, compartilhamos nossas coisas lá, coisas reais (ou não, porque sabemos que existem pessoas que criam outras vidas na internet…). Vamos fechar um acordo para este texto e dizer que todos somos essas pessoas que vivem suas vidas reais e também têm redes sociais e etc. o-excesso-de-informacaoOk?

Acontece que essas coisas tomam muito tempo de nossas vidas e, se pararmos bem pra pensar, não nos acrescentam tanto. Eu não sou contra redes sociais, inclusive gosto bastante. Mas criei uma nova dinâmica pra viver com elas. E vou contar agora como é. 🙂

 

Continuar lendo

Anúncios

Sobre jogar fora coisas

Não acho que seria proveitoso fazer mais um post sobre dicas para jogar fora coisas, existem diversos posts no mundo da internet. O mais recente que li foi o do blog da Claire Dumas, o Share for the Future, nesta postagem aqui. A Claire dá umas dicas super legais, e algumas eu já seguia antes mesmo de ter lido a publicação, por puro instinto.

Para começar, eu odeio entulhos, mas vez ou outra começo a entulhar coisas. Acredito que por mais que a gente não goste da bagunça, parece que é natural ao ser humano fazer isso sem nem pensar, acumular coisas e esquecê-las (seja por achar que precisará ou por apego emocional).

Pelo menos 1x por ano eu tento dar uma geral no que tenho. E neste último ano isso ocorreu em virtude de duas mudanças. Conto aqui para vocês agora o que eu aproveitei para fazer neste momento. Continuar lendo

O que é viver em miúdos?

Vida Simples, Frugalidade e Minimalismo

Tenho uma curiosidade muito grande sobre os temas minimalismo, vida simples e frugalidades e este blog tem a intenção de compartilhar o que tenho aprendido nesta minha caminhada, coisas que são realmente muito novas para mim. Sempre tive consciência de que é necessário um estilo de vida menos consumista, mais simples, isso por conta de minha crença religiosa, mas entre dizer que isso é o certo e fazer e viver isso há um longo caminho. Sei que existem muitas dificuldades e sei também que em algumas coisas não me encaixo de jeito nenhum, mas tentarei seguir os princípios que valorizam uma vida mais simples e menos consumista, principalmente. Continuar lendo